Cheque-Idoso

Primeiramente, importa esclarecer que o Cheque-idoso se encontra inserido num grupo de medidas de apoio à saúde a pessoas com mais de 65 anos, denominado Complemento Solidário para Idosos.  Os beneficiários têm direito a determinados apoios que permitem reduzir as suas despesas de saúde, no âmbito de dois programas específicos.

 

O primeiro, denominado de Benefícios Adicionais de Saúde, permite o reembolso das despesas de saúde na compra de:

  • Medicamentos;
  • Aquisição de óculos e lentes;

Aquisição e reparação de próteses dentárias removíveis – Participação financeira em 75% da despesa, até ao limite de 250,00€ por cada período de três anos.

 

O segundo,  Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral,  responsável pelos cheques-dentistas para crianças e adolescentes , proporciona o acesso a cuidados de saúde dentários aos mais velhos, desde que sejam beneficiários do complemento solidário para idoso.  Com este cheque, disponibilizado pelo seu Médico de Família,  pode escolher o Médico Dentista/Estomatologista aderentes a este programa, marcar a consulta e entregar o respetivo cheque-dentista.

A cada beneficiário pode ser atribuído, de acordo com as suas necessidades, dois cheques-dentista por ano, não podendo o valor anual ultrapassar os 80,00€.

 

Como aderir?

Os potenciais beneficiários devem se dirigir à Segurança Social, e requerer uma declaração em como é beneficiário do Complemento Social para Idoso. Com essa declaração, deverá dirigir-se ao seu Centro de Saúde onde lhe será disponibilizado o cheque-dentista para idoso.

 

Para mais informações, dever-se-á dirigir a um balcão da Segurança Social ou até ao seu Centro de Saúde / USF.

Informações em http://www.seg-social.pt/documents/10152/24744/N30_beneficios_adicionais_saude_csi/63a3113a-b91c-45f9-b72e-38ca43bd688f