Estética Dentária

Branqueamento Dentário

 

Tipos de Branqueamento

Existem dois tipos de branqueamento: em ambulatório ou em consultório.
O branqueamento em ambulatório é realizado em casa, sendo que em consultório apenas serão confeccionadas as goteiras de branqueamento e dada uma explicação de todo o procedimento. É utilizado um gel branqueador – o peroxido de carbamida – que pode ser utilizado numa concentração máxima de 16%. Coloca-se uma pequena porção de gel em cada face do dente a branquear, ficando a goteira a actuar durante a noite, sendo retirada de manhã. O tempo recomendado depende do fabricante.

Por sua vez, o branqueamento em consultório utiliza uma concentração máxima de agente branqueador de 6% – Peroxido de Hidrogénio. A técnica de aplicação e tempo de atuação vai depender, uma vez mais, da marca utilizada.

Contraindicações
– Mulheres grávidas ou em fase de amamentação;
– Menores de 18 anos;
– Pessoas que estejam a receber tratamento para doenças ou distúrbios graves (Imunodeficiências, SIDA)
– Pessoas com sensibilidade dentária muito acentuada;
– Lesões de cárie não tratadas;
– Doença periodontal não controlada;

Antes do Branqueamento

Antes de se dar inicio ao branqueamento, seja ele de tipo for, deve ser realizada uma consulta prévia, a fim de detectar possíveis problemas como: lesões de cárie activas, presença de doença periodontal, existência de uma má higiene oral, entre outros. Neste sentido, para além de ser necessária uma observação detalhada da cavidade oral, torna-se essencial a realização de uma consulta de higiene oral para remoção de placa bacteriana e/ou tártaro e pigmentação extrínseca.

Cuidados a ter

Antes, durante – no caso do branqueamento em ambulatório- e depois da realização do branquemento devem ser evitados alimentos que contenham uma elevada concentração de pigmentos, como o café, vinho tinto, chá e evitar fumar.

Resultados obtidos

– No fim do branqueamento, verifica-se sempre uma alteração na coloração do dente, para mais branco. Contudo, o grau de branqueamento vai depender sempre de pessoa para pessoa, pois há situações em que com o mesmo tempo de aplicação do gel branqueador e com a mesma concentração, pode culminar em resultados diferentes;
– No branqueamento realizado em consultório os resultados obtidos verificam-se logo no próprio dia;
– Por sua vez, no branqueamento em ambulatório, é gradual e vai-se intensificando no decorrer do período de branqueamento indicado.

Duração do efeito do branqueamento

– Finalizado o tratamento, a duração do efeito “dentes brancos” é variável. A coloração obtida nunca volta à cor inicial, no entanto, podem ocorrer alterações que levem ao escurecimento do dente. Esta situação dependerá, essencialmente, dos cuidados de higiene oral diários, hábitos alimentares e consumo de tabaco;
– Existem situações em que o padrão de cor desejado se mantém durante muitos anos e outras situações em que é necessário um reforço anual.

Efeitos secundários

A ocorrência de sensibilidade dentária, durante e após o tratamento, é o principal efeito secundário do branqueamento. Pode não ocorrer sensibilidade durante e após o tratamento, como o grau de sensibilidade pode variar de pessoa para pessoa.

 

 

Facetas Dentárias

A colocação de facetas consiste no recobrimento dos dentes com umas ‘capas’ de cerâmica – facetas. Estas podem ser tão finas como uma lente de contacto, e vão aderir à superfície do dente.

Deste modo, dente e faceta transformam-se num só, permitindo correções na forma, volume e cor do dente. Este tratamento é indicado para a correção de imperfeições estéticas, dentes escurecidos, excessivamente restaurados, preenchimento de espaços entre dentes e aumento de dentes pequenos e fraturados.

Para além da estética que proporciona ao sorriso, este tratamento apresenta ainda vantagens em termos de durabilidade, funcionalidade e preservação do máximo possível de estrutura dentária.